Cecilio no Escritório

Cecilio no Escritório
Cecilio no Escritório

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Voto para Senadores no Estado de São Paulo

Voto para o 2º Senador no Estado de São Paulo
Você sabe que na eleição de 03 de Outubro deveremos votar para 2 Senadores ?

Você que vota no PSDB ou algum outro partido de oposição a esta " cumpunheirada " que está aí no poder, segue sugestão para que seu voto possa ajudar a tira-los da mamata em que se encontram.

Os candidatos Martaxa ( quem é da capital lembra bem o cem números de taxas que ela criou para a população, sem a devida reciprocidade );
E o Pagodeiro Netinho ( muitos não sabem que as entidades que ele patrocina estão com a prestação de contas irregulares, consta que estão devendo para o governo federal ),
A cumpunheirada, querem eles como representantes de nosso estado no Senado Federal.
Só depende de nós deixar que isto aconteça ou não.

Vejamos:

Se o seu primeiro voto para senador for do PSDB 451 - Aloysio Nunes, dê o seu segundo voto a um outro partido ou outro candidato que não seja um destes 2 que estão na frente nas pesquisas, só assim o candidato do PSDB terá chances, e poderemos tirar pelo menos 1 deles.

Mesmo que você queira votar em 1 destes dois, utilize o seu segundo voto no 451 - Aloysio Nunes.
Escolha como candidato ao Senado por São Paulo aquele que melhor lhe agrade, mas se estiver em dúvida de seu segundo voto ao 451 - Aloysio Nunes, este lutou contra a ditadura sem ser um terrorista, após a ditadura tem um bom currículo, acesse o site do TSE e veja.

Preste atenção : Eleição não é um jogo, nós não devemos votar em quem está " ganhando " nas pesquisas, só para poder dizer depois que a pessoa que você votou ganhou a eleição, devemos votar naquela pessoa que conhecemos pelo currículo, que não tem passado sujo como uns e outros, vamos votar com consciência.

Você que é de São José do Rio Preto - SP, e quer prestigiar o pessoal de nossa região, sugiro votar em : Aloysio Nunes - 451 e Marcelo Henrique - 500

Em tempo : não sou vinculado a nenhum partido político, sou apenas um eleitor que está descontente com as mazelas e corrupção que assolam nosso país.

Obrigado, desculpe por tomar seu tempo nesta leitura

Boa Sorte a todos

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

PT entra no Supremo contra exigência de dois documentos para votar

Notícia na Folha On Line de hoje 24.09.2010
Abaixo resumo da reportagem da Folha

" O diretório nacional do PT entrou com uma ação direta de inconstitucionalidade no STF (Supremo Tribunal Federal) contra a lei que exige dois documentos (título de eleitor e outro documento oficial com foto) para que o eleitor vote no dia 3 de outubro. "

O partido teme que a exigência faça aumentar a abstenção nas eleições deste ano.

Abaixo observação do signatário desta:

Certamento o PT caiu na real, confirmando-se a exigencia de 2 documentos o PT deverá ter uma queda substancial em seus votos, visto que a grande maioria que votará nestes " cumpanheiros " são os menos esclarecidos, são os beneficiários do Bolsa Família, outros agrados e grande maioria de analfabetos, portanto eles estão certos que abstenção será em seus eleitores.

Sem um documento de indentidade que prove que o portador do título de eleitor é o próprio, como o mesário terá certeza que o portador é o mesmo do título ?

Ou o PT está pensando em mais uma maracutaia e depois alegarem que não sabiam de nada ?

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Voto Útil Para Senador no Estado de São Paulo

Voto Útil Para Senador no Estado de São Paulo

Você sabe que na eleição de 03 de Outubro deveremos votar para 2 Senadores ?

Você que vota no PSDB ou algum outro partido de oposição a esta corja que está aí no poder, segue sugestão para que seu voto seja mais útil.

As pesquisas indicam a Martaxa e o Pagodeiro Netinho como favoritos como representantes de nosso estado no Senado da República.

Se o seu primeiro voto para senador for do PSDB 451 - Aloisio Nunes, dê o seu segundo voto a um outro partido ou outro candidato que não seja um destes 2 que estão na frente nas pesquisas, só assim o candidato do PSDB terá chances.

Mesmo que você queira votar em 1 destes dois, utilize o seu segundo voto no 451 - Aloisio Nunes.
Escolha como candidato ao Senado por São Paulo aquele que melhor lhe agrade, porém de seu segundo voto na urna e da confiança ao 451 - Aloisio Nunes.

Preste atenção : Eleição não é um jogo, nós não devemos votar em quem está " ganhando " nas pesquisas, só para poder dizer depois que a pessoa que eu votei ganhou a eleição, devemos votar naquela pessoa que conhecemos o currículo, que não tenha passado sujo como uns e outros, vamos votar com consciência.

Obrigado, desculpe por tomar seu tempo nesta leitura

Boa Sorte a todos

domingo, 19 de setembro de 2010

Lula daria Respostas como estas do Fernando Henrique Cardoso ?

Em entrevista ao Jornal O Estado de São Paulo ao ótimo jornalista Rui Nogueira, o ex-presidente deu várias respostas a perguntas, você imaginaria o Presidente Lula sendo humilde o suficiente para dar respostas semelhantes as mesmas perguntas ?

O sr. já disse que o governo Lula tem realizações próprias suficientes para não precisar ser "mesquinho" e usar esse "nunca antes neste País". Por exemplo?
O governo do presidente Lula atuou bem diante da crise financeira mundial (2008/2009). Isso não é fruto do passado, é fruto do presente. Nas outras áreas, ele deu bem continuidade, mas na crise podíamos ter naufragado e ele não deixou naufragar.

O sr. não acha que os exageros retóricos do presidente Lula vão além da circunstância eleitoral e podem estar desligando da tomada os aparelhos da democracia?
Sinceramente, não acho que o presidente Lula tenha uma estratégia nessa direção. Acho que a democracia tem raízes fortes no País, a sociedade é muito diversificada, a sociedade civil é mais autônoma do que se pensa, as empresas são poderosas, a mídia é poderosa. Não acho que o Lula tenha um projeto para cercear a democracia. O que ele tem é uma prática que, às vezes, excede o limite. E, quando isso acontece, eu me manifesto. A democracia não é um fato dado, é uma constante luta. Se a gente começa a fechar os olhos às pequenas transgressões, se elas vão se acumulando, isso tudo distorce o sentido das coisas.

Outro exemplo de bom serviço prestado pelo governo Lula ao País?

Não sei qual a razão, mas o Lula acertou ao não engordar o debate sobre o terceiro mandato. Não sei se está ou não arrependido, mas o certo é que ele não engordou esse debate.

sábado, 18 de setembro de 2010

Vamos Errar de Novo?

Segue uma cronica do Ferreira Gullar na Folha, não que eu seja fã dele, porém aqui ele só diz verdades sobre o passado e o presente, quanto ao futuro cabe a nós todos decidir o que vamos querer para todos nós.

Do FERREIRA GULLAR da Folha de São Paulo e do blog do Edvaldo Torres


Ao chegar à Presidência da República, Lula adotou os programas contra os quais batalhara anos a fio
FAZ MUITOS ANOS já que não pertenço a nenhum partido político, muito embora me preocupe todo o tempo com os problemas do país e, na medida do possível, procure contribuir para o entendimento do que ocorre. Em função disso, formulo opiniões sobre os políticos e os partidos, buscando sempre examinar os fatos com objetividade.
Minha história com o PT é indicativa desse esforço por ver as coisas objetivamente. Na época em que se discutia o nascimento desse novo partido, alguns companheiros do Partido Comunista opunham-se drasticamente à sua criação, enquanto eu argumentava a favor, por considerar positivo um novo partido de trabalhadores. Alegava eu que, se nós, comunas, não havíamos conseguido ganhar a adesão da classe operária, devíamos apoiar o novo partido que pretendia fazê-lo e, quem sabe, o conseguiria.
Lembro-me do entusiasmo de Mário Pedrosa por Lula, em quem via o renascer da luta proletária, paixão de sua juventude. Durante a campanha pela Frente Ampla, numa reunião no Teatro Casa Grande, pela primeira vez pude ver e ouvir Lula discursar.
Não gostei muito do tom raivoso do seu discurso e, especialmente, por ter acusado "essa gente de Ipanema" de dar força à ditadura militar, quando os organizadores daquela manifestação -como grande parte da intelectualidade que lutava contra o regime militar- ou moravam em Ipanema ou frequentavam sua praia e seus bares. Pouco depois, o torneiro mecânico do ABC passou a namorar uma jovem senhora da alta burguesia carioca.
Não foi isso, porém, que me fez mudar de opinião sobre o PT, mas o que veio depois: negar-se a assinar a Constituição de 1988, opor-se ferozmente a todos os governos que se seguiram ao fim da ditadura -o de Sarney, o de Collor, o de Itamar, o de FHC. Os poucos petistas que votaram pela eleição de Tancredo foram punidos. Erundina, por ter aceito o convite de Itamar para integrar seu ministério, foi expulsa.
Durante o governo FHC, a coisa se tornou ainda pior: Lula denunciou o Plano Real como uma mera jogada eleitoreira e orientou seu partido para votar contra todas as propostas que introduziam importantes mudanças na vida do país. Os petistas votaram contra a Lei de Responsabilidade Fiscal e, ao perderem no Congresso, entraram com uma ação no Supremo a fim de anulá-la. As privatizações foram satanizadas, inclusive a da Telefônica, graças à qual hoje todo cidadão brasileiro possui telefone. E tudo isso em nome de um esquerdismo vazio e ultrapassado, já que programa de governo o PT nunca teve.
Ao chegar à presidência da República, Lula adotou os programas contra os quais batalhara anos a fio. Não obstante, para espanto meu e de muita gente, conquistou enorme popularidade e, agora, ameaça eleger para governar o país uma senhora, até bem pouco desconhecida de todos, que nada realizou ao longo de sua obscura carreira política.
No polo oposto da disputa está José Serra, homem público, de todos conhecido por seu desempenho ao longo das décadas e por capacidade realizadora comprovada. Enquanto ele apresenta ao eleitor uma ampla lista de realizações indiscutivelmente importantes, no plano da educação, da saúde, da ampliação dos direitos do trabalhador e da cidadania, Dilma nada tem a mostrar, uma vez que sua candidatura é tão simplesmente uma invenção do presidente Lula, que a tirou da cartola, como ilusionista de circo que sabe muito bem enganar a plateia.
A possibilidade da eleição dela é bastante preocupante, porque seria a vitória da demagogia e da farsa sobre a competência e a dedicação à coisa pública. Foi Serra quem introduziu no Brasil o medicamento genérico; tornou amplo e efetivo o tratamento das pessoas contaminadas pelo vírus da Aids, o que lhe valeu o reconhecimento internacional. Suas realizações, como prefeito e governador, são provas de indiscutível competência. E Dilma, o que a habilita a exercer a Presidência da República? Nada, a não ser a palavra de Lula, que, por razões óbvias, não merece crédito.
O povo nem sempre acerta. Por duas vezes, o Brasil elegeu presidentes surgidos do nada -Jânio e Collor. O resultado foi desastroso. Acha que vale a pena correr de novo esse risco?

Fontes: www.folha.com.br - www.blogdoevaldotorres.com.br