Cecilio no Escritório

Cecilio no Escritório
Cecilio no Escritório

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Horário Brasileiro de Verão

A 40ª edição do Horário de Verão (2010-2011) terá início à zero hora do dia 17 de outubro de 2010 (17/10/2010) e terminará à zero hora do dia 20 de fevereiro de 2011 (20/02/2011) (Decreto 6558/2008 de 08/09/2008).
O horário de verão 2010/2011 começa a partir de 0h do dia 17 de outubro de 2010. Significa que, da noite de sábado 16 para domingo 17, as pessoas que moram nas regiões onde o horário de verão vigora deverão adiantar seus relógios em uma hora.
O ano de 2010 é o segundo em que o horário de verão começa conforme um decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2008. De acordo com esse decreto, o horário de verão começará sempre a partir da zero hora do terceiro domingo de outubro.
O horário de verão é um assunto bastante polêmico, gerando bastante controvérsia e possui defensores tanto do lado de quem quer que ele continue como do lado de quem acha um insensatez.
Os relógios deverão ser adiantados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.
A previsão do Operador Nacional do Sistema (ONS) é que haja uma redução entre 4% e 5% na demanda no horário de pico, cerca de 2 mil MW. No Sudeste e Centro-Oeste, a redução na demanda deve chegar a 1.790 MW, o que equivale a uma cidade com 5 milhões de habitantes. Já na região Sul, a estimativa de redução é de 528 MW, suficiente para abastecer uma cidade de 1,5 milhão de habitantes.
O principal objetivo do Horário de Verão é a redução da demanda máxima durante o horário de pico de carga do sistema elétrico brasileiro. A mudança de comportamento dos consumidores associado com o retardo do início da utilização da iluminação pública reduz a coincidência do consumo de energia elétrica acarretando queda do consumo nos horários de pico no Sistema Interligado Nacional (SIN).

Como conseqüência ocorre uma maior segurança e confiabilidade operativa do sistema nas horas mais críticas, minimizando a necessidade de investimentos para atendimentos sazonais em áreas localizadas, evitando-se também a sobrecarga nas linhas de transmissão, subestações, sistemas de distribuição e unidades geradoras de energia.

Além do Distrito Federal, a medida abrange os mesmos estados dos últimos dois anos: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Essa abrangência é explicada pelo fato de ser possível um aproveitamento mais eficiente da luz solar nessa época do ano nesses estados.

A mudança de horário no período do verão é um recurso adotado por diversos países do Hemisfério Norte (de março a outubro) e do Hemisfério Sul (outubro a março). Entre eles estão grande parte da Europa, os Estados Unidos, Rússia, Austrália, Nova Zelândia, Chile, Paraguai e Uruguai.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

O Aborto e a FARSA do PT

O Aborto e a " FARÇA " do PT
Em seu programa de governo o PT é a favor da descriminalização do aborto.

Depois de divulgado pela imprensa a sua candidata vem dizendo que não é bem assim e o PT está estudando retirar de seu programa.

Quem garante que depois da eleição eles não voltem a colocar ?

Estas mudanças é bem natural para eles, visto que vem enganando a todos com mensalões, aloprados, e outras mazelas mais por muito tempo.

Agora além de uma terrorista vamos ter que aturar ASSASSINATO em Massa ?

Se você for cristão de um não a esta prática, votando contra em 31.10

OLHA A " FARÇA " ( Farsa ) do PT, cuidado até na farsa eles enganam ( farça )

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Eleições 2010 - São Paulo - Deputados Estaduais Eleitos

1 45145 * BRUNO COVAS PSDB - DEM / PSDB 239.150 (1,13%)
2 45633 * PAULO ALEXANDRE BARBOSA PSDB - DEM / PSDB 215.061 (1,01%)
3 45700 * FERNANDO CAPEZ PSDB - DEM / PSDB 214.592 (1,01%)
4 14140 * CAMPOS MACHADO PTB 214.519 (1,01%)
5 45100 * PEDRO TOBIAS PSDB - DEM / PSDB 198.379 (0,93%)
6 13113 * EDINHO SILVA PT - PRB / PT / PR / PT do B 184.397 (0,87%)
7 45545 * BARROS MUNHOZ PSDB - DEM / PSDB 183.859 (0,87%)
8 15000 * BALEIA ROSSI PMDB 176.787 (0,83%)
9 13156 * RUI FALCÃO PT - PRB / PT / PR / PT do B 174.691 (0,82%)
10 13114 * ENIO TATTO PT - PRB / PT / PR / PT do B 161.170 (0,76%)
11 43134 * RITA PASSOS PV 154.351 (0,73%)
12 13570 * ALENCAR PT - PRB / PT / PR / PT do B 154.272 (0,73%)
13 25558 * GIL ARANTES DEM - DEM / PSDB 145.128 (0,68%)
14 45680 * ORLANDO MORANDO PSDB - DEM / PSDB 138.630 (0,65%)
15 43007 * FELICIANO PV 137.573 (0,65%)
16 25005 * ANDRE SOARES DEM - DEM / PSDB 136.919 (0,64%)
17 12181 * MAJOR OLIMPIO PDT 135.409 (0,64%)
18 13147 * GERALDO CRUZ PT - PRB / PT / PR / PT do B 131.206 (0,62%)
19 45245 * SAMUEL MOREIRA PSDB - DEM / PSDB 130.865 (0,62%)
20 13690 * CARLOS GRANA PT - PRB / PT / PR / PT do B 126.973 (0,60%)
21 45400 * ANALICE FERNANDES PSDB - DEM / PSDB 125.116 (0,59%)
22 20633 * RODRIGO MORAES PSC - PSC / PHS 124.278 (0,59%)
23 45157 * CELINO PSDB - DEM / PSDB 123.667 (0,58%)
24 45125 * MAURO BRAGATO PSDB - DEM / PSDB 123.283 (0,58%)
25 13134 * SIMÃO PEDRO PT - PRB / PT / PR / PT do B 118.453 (0,56%)
26 13121 * ANA PERUGINI PT - PRB / PT / PR / PT do B 115.342 (0,54%)
27 23423 * ALEX MANENTE PPS 114.714 (0,54%)
28 13622 * JOÃO PAULO RILLO PT - PRB / PT / PR / PT do B 111.822 (0,53%)
29 13644 * JOÃO ANTONIO PT - PRB / PT / PR / PT do B 110.684 (0,52%)
30 45321 * CARLOS BEZERRA JR. PSDB - DEM / PSDB 107.837 (0,51%)
31 23623 * ROBERTO MORAIS PPS 107.145 (0,50%)
32 25250 * MILTON LEITE FILHO DEM - DEM / PSDB 106.538 (0,50%)
33 13913 * DONISETE BRAGA PT - PRB / PT / PR / PT do B 105.436 (0,50%)
34 13800 * LUIZ MOURA PT - PRB / PT / PR / PT do B 104.705 (0,49%)
35 23456 * GONDIM PPS 104.663 (0,49%)
36 25118 * EDMIR CHEDID DEM - DEM / PSDB 104.602 (0,49%)
37 25199 * ESTEVAM GALVAO DEM - DEM / PSDB 101.883 (0,48%)
38 50789 * CARLOS GIANNAZI PSOL 100.808 (0,47%)
39 13611 * ISAC REIS PT - PRB / PT / PR / PT do B 100.638 (0,47%)
40 12345 * RAFAEL SILVA PDT 97.183 (0,46%)
41 40789 * VINICIUS CAMARINHA PSB 97.028 (0,46%)
42 10123 * GILMACI SANTOS PRB - PRB / PT / PR / PT do B 96.976 (0,46%)
43 13310 * LUIZ CLAUDIO MARCOLINO PT - PRB / PT / PR / PT do B 96.594 (0,46%)
44 45156 * ROBERTO ENGLER PSDB - DEM / PSDB 95.279 (0,45%)
45 15113 * CARUSO PMDB 94.894 (0,45%)
46 13199 * ANTONIO MENTOR PT - PRB / PT / PR / PT do B 94.174 (0,44%)
47 45200 * CÉLIA LEÃO PSDB - DEM / PSDB 93.318 (0,44%)
48 43001 * GIRIBONI PV 93.123 (0,44%)
49 45555 * CELSO GIGLIO PSDB - DEM / PSDB 91.289 (0,43%)
50 43477 * PASTOR DILMO DOS SANTOS PV 90.909 (0,43%)
51 14235 * CORONEL EDSON FERRARINI PTB 90.466 (0,43%)
52 13004 * TELMA DE SOUZA PT - PRB / PT / PR / PT do B 90.361 (0,43%)
53 13112 * GERSON BITTENCOURT PT - PRB / PT / PR / PT do B 89.920 (0,42%)
54 43135 * PADRE AFONSO PV 87.674 (0,41%)
55 12123 * ROGERIO NOGUEIRA PDT 86.985 (0,41%)
56 25122 * ALDO DEMARCHI DEM - DEM / PSDB 86.672 (0,41%)
57 22999 * ANDRE DO PRADO PR - PRB / PT / PR / PT do B 86.346 (0,41%)
58 65035 * LECI BRANDÃO PC do B 86.298 (0,41%)
59 45780 * MARCOS ZERBINI PSDB - DEM / PSDB 85.678 (0,40%)
60 14160 * ROQUE BARBIERE - ROQUINHO PTB 84.012 (0,40%)
61 15622 * JOOJI HATO PMDB 83.855 (0,40%)
62 45477 * ROBERTO MASSAFERA PSDB - DEM / PSDB 81.380 (0,38%)
63 13290 * HAMILTON PEREIRA PT - PRB / PT / PR / PT do B 80.963 (0,38%)
64 14222 * HEROILMA SOARES TAVARES PTB 80.819 (0,38%)
65 13632 * ANA DO CARMO PT - PRB / PT / PR / PT do B 80.452 (0,38%)
66 13131 * MARCOS MARTINS PT - PRB / PT / PR / PT do B 80.131 (0,38%)
67 15300 * ITAMAR BORGES PMDB 79.195 (0,37%)
68 43363 * REINALDO ALGUZ PV 78.964 (0,37%)
69 45610 * HELIO NISHIMOTO PSDB - DEM / PSDB 78.906 (0,37%)
70 13222 * ADRIANO DIOGO PT - PRB / PT / PR / PT do B 77.924 (0,37%)
71 25011 * GILSON DE SOUZA DEM - DEM / PSDB 77.664 (0,37%)
72 45160 * ARY FOSSEN PSDB - DEM / PSDB 76.406 (0,36%)
73 10321 * SEBASTIÃO SANTOS PRB - PRB / PT / PR / PT do B 73.805 (0,35%)
74 25255 * MILTON VIEIRA DEM - DEM / PSDB 71.523 (0,34%)
75 13123 * ZICO PT - PRB / PT / PR / PT do B 71.502 (0,34%)
76 45232 * CARLÃO PIGNATARI PSDB - DEM / PSDB 70.337 (0,33%)
77 13130 * MARCO AURÉLIO DE SOUZA PT - PRB / PT / PR / PT do B 69.485 (0,33%)
78 43033 * CHICO SARDELLI PV 68.721 (0,32%)
79 23123 * DAVI ZAIA PPS 68.658 (0,32%)
80 13640 * JOSÉ CANDIDO PT - PRB / PT / PR / PT do B 68.202 (0,32%)
81 45114 * MARIA LÚCIA AMARY PSDB - DEM / PSDB 67.804 (0,32%)
82 65123 * PEDRO BIGARDI PC do B 67.758 (0,32%)
83 20112 * PR. CARLOS CEZAR PSC - PSC / PHS 67.189 (0,32%)
84 45451 * CAUÊ MACRIS PSDB - DEM / PSDB 66.412 (0,31%)
85 20200 * ADILSON ROSSI PSC - PSC / PHS 64.646 (0,30%)
86 45123 * WELSON GASPARINI PSDB - DEM / PSDB 62.679 (0,30%)
87 45111 * GERALDO VINHOLI PSDB - DEM / PSDB 62.580 (0,29%)
88 12133 * JOSE BITTENCOURT PDT 58.954 (0,28%)
89 40123 * ED THOMAS PSB 57.853 (0,27%)
90 11111 * CURIATI PP 57.727 (0,27%)
91 20688 * MARCOS NEVES PSC - PSC / PHS 54.759 (0,26%)
92 43333 * DR. ULYSSES PV 41.623 (0,20%)
93 43433 * REGINA GONÇALVES PV 37.618 (0,18%)
94 40023 * BOLÇONE PSB 31.274 (0,15%)

Eleições 2010 - São Paulo - Deputados Federais Eleitos

1 2222 * TIRIRICA PR - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 1.353.820 (6,35%)
2 4030 * GABRIEL CHALITA PSB - PSL / PSB 560.022 (2,63%)
3 4585 * BRUNA FURLAN PSDB - PPS / DEM / PSDB 270.661 (1,27%)
4 1212 * PAULINHO DA FORÇA PDT 267.208 (1,25%)
5 1325 * JOÃO PAULO CUNHA PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 255.497 (1,20%)
6 1353 * JILMAR TATTO PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 250.467 (1,17%)
7 2525 * RODRIGO GARCIA DEM - PPS / DEM / PSDB 226.073 (1,06%)
8 4515 * EMANUEL FERNANDES PSDB - PPS / DEM / PSDB 218.789 (1,03%)
9 1370 * ZARATTINI PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 216.403 (1,02%)
10 4021 * LUIZA ERUNDINA PSB - PSL / PSB 214.114 (1,00%)
11 4096 * OTA PSB - PSL / PSB 213.024 (1,00%)
12 2010 * MARCO FELICIANO PSC - PSC / PHS 211.855 (0,99%)
13 1322 * ARLINDO CHINAGLIA PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 207.465 (0,97%)
14 1452 * ARNALDO FARIA DE SÁ PTB 192.336 (0,90%)
15 5050 * IVAN VALENTE PSOL 189.014 (0,89%)
16 4545 * EDSON APARECIDO PSDB - PPS / DEM / PSDB 184.403 (0,87%)
17 2299 * VALDEMAR COSTA NETO PR - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 174.826 (0,82%)
18 4040 * MÁRCIO FRANÇA PSB - PSL / PSB 172.005 (0,81%)
19 4586 * JOSÉ ANIBAL PSDB - PPS / DEM / PSDB 170.957 (0,80%)
20 4567 * VAZ DE LIMA PSDB - PPS / DEM / PSDB 170.777 (0,80%)
21 2500 * JORGE TADEU DEM - PPS / DEM / PSDB 164.650 (0,77%)
22 1010 * ANTONIO BULHÕES PRB - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 162.667 (0,76%)
23 4000 * JONAS DONIZETTE PSB - PSL / PSB 162.144 (0,76%)
24 2233 * PR PAULO FREIRE PR - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 161.083 (0,76%)
25 1155 * MISSIONÁRIO JOSÉ OLIMPIO PP 160.813 (0,75%)
26 1301 * VICENTE CANDIDO PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 160.242 (0,75%)
27 4517 * MARA GABRILLI PSDB - PPS / DEM / PSDB 160.138 (0,75%)
28 1321 * FILIPPI PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 149.525 (0,70%)
29 4500 * CARLOS SAMPAIO PSDB - PPS / DEM / PSDB 145.585 (0,68%)
30 1387 * JANETE PIETÁ PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 144.529 (0,68%)
31 1390 * VICENTINHO PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 141.068 (0,66%)
32 2345 * ARNALDO JARDIM PPS - PPS / DEM / PSDB 140.641 (0,66%)
33 1331 * RICARDO BERZOINI PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 140.525 (0,66%)
34 4577 * THAME PSDB - PPS / DEM / PSDB 139.727 (0,66%)
35 1332 * JOSÉ MENTOR PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 139.691 (0,66%)
36 2325 * DIMAS RAMALHO PPS - PPS / DEM / PSDB 139.636 (0,66%)
37 4565 * TRIPOLI PSDB - PPS / DEM / PSDB 134.884 (0,63%)
38 1398 * PAULO TEIXEIRA PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 134.479 (0,63%)
39 1316 * CARLINHOS ALMEIDA PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 134.190 (0,63%)
40 6565 * ALDO REBELO PC do B - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 132.109 (0,62%)
41 1312 * VACCAREZZA PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 131.685 (0,62%)
42 2255 * MILTON MONTI PR - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 131.654 (0,62%)
43 4547 * LUIZ FERNANDO MACHADO PSDB - PPS / DEM / PSDB 129.620 (0,61%)
44 1369 * DEVANIR RIBEIRO PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 127.952 (0,60%)
45 4554 * DUARTE NOGUEIRA PSDB - PPS / DEM / PSDB 124.737 (0,59%)
46 2577 * ELI CORREA FILHO DEM - PPS / DEM / PSDB 124.608 (0,58%)
47 2323 * ROBERTO FREIRE PPS - PPS / DEM / PSDB 121.471 (0,57%)
48 1434 * NELSON MARQUEZELLI PTB 117.634 (0,55%)
49 4074 * JEFFERSON CAMPOS PSB - PSL / PSB 116.317 (0,55%)
50 4525 * DIB PSDB - PPS / DEM / PSDB 113.823 (0,53%)
51 4555 * JULIO SEMEGHINI PSDB - PPS / DEM / PSDB 113.333 (0,53%)
52 2545 * JUNJI ABE DEM - PPS / DEM / PSDB 113.156 (0,53%)
53 2513 * ALEXANDRE LEITE DEM - PPS / DEM / PSDB 112.950 (0,53%)
54 2590 * GUILHERME CAMPOS DEM - PPS / DEM / PSDB 112.852 (0,53%)
55 1318 * NEWTON LIMA NETO PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 110.207 (0,52%)
56 1523 * EDINHO ARAUJO PMDB 100.195 (0,47%)
57 2012 * MARCELO AGUIAR PSC - PSC / PHS 98.842 (0,46%)
58 4300 * GUILHERME MUSSI PV 98.702 (0,46%)
59 1023 * OTONIEL LIMA PRB - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 95.971 (0,45%)
60 6588 * DELEGADO PROTÓGENES PC do B - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 94.906 (0,45%)
61 1345 * VANDERLEI SIRAQUE PT - PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 93.314 (0,44%)
62 4363 * RICARDO IZAR PV 87.347 (0,41%)
63 1133 * ALINE CORREA PP 78.317 (0,37%)
64 4343 * PENNA PV 78.301 (0,37%)
65 4070 * ABELARDO CAMARINHA PSB - PSL / PSB 71.637 (0,34%)
66 4344 * ROBERTO DE LUCENA PV 70.611 (0,33%)
67 1211 * JOÃO DADO PDT 70.486 (0,33%)
68 4315 * ROBERTO SANTIAGO PV 60.180 (0,28%)
69 4311 * DR. SINVAL MALHEIROS PV 59.209 (0,28%)
70 1250 * SALVADOR ZIMBALDI PDT 42.743 (0,20%)
71 4551 VANDERLEI MACRIS PSDB - PPS / DEM / PSDB 111.531 (0,52%)
72 2588 DR ELEUSES PAIVA DEM - PPS / DEM / PSDB 107.464 (0,50%)
73 4540 SILVIO TORRES PSDB - PPS / DEM / PSDB 107.035 (0,50%)
74 4570 WALTER FELDMAN PSDB - PPS / DEM / PSDB 105.085 (0,49%)

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Voto para Senadores no Estado de São Paulo

Voto para o 2º Senador no Estado de São Paulo
Você sabe que na eleição de 03 de Outubro deveremos votar para 2 Senadores ?

Você que vota no PSDB ou algum outro partido de oposição a esta " cumpunheirada " que está aí no poder, segue sugestão para que seu voto possa ajudar a tira-los da mamata em que se encontram.

Os candidatos Martaxa ( quem é da capital lembra bem o cem números de taxas que ela criou para a população, sem a devida reciprocidade );
E o Pagodeiro Netinho ( muitos não sabem que as entidades que ele patrocina estão com a prestação de contas irregulares, consta que estão devendo para o governo federal ),
A cumpunheirada, querem eles como representantes de nosso estado no Senado Federal.
Só depende de nós deixar que isto aconteça ou não.

Vejamos:

Se o seu primeiro voto para senador for do PSDB 451 - Aloysio Nunes, dê o seu segundo voto a um outro partido ou outro candidato que não seja um destes 2 que estão na frente nas pesquisas, só assim o candidato do PSDB terá chances, e poderemos tirar pelo menos 1 deles.

Mesmo que você queira votar em 1 destes dois, utilize o seu segundo voto no 451 - Aloysio Nunes.
Escolha como candidato ao Senado por São Paulo aquele que melhor lhe agrade, mas se estiver em dúvida de seu segundo voto ao 451 - Aloysio Nunes, este lutou contra a ditadura sem ser um terrorista, após a ditadura tem um bom currículo, acesse o site do TSE e veja.

Preste atenção : Eleição não é um jogo, nós não devemos votar em quem está " ganhando " nas pesquisas, só para poder dizer depois que a pessoa que você votou ganhou a eleição, devemos votar naquela pessoa que conhecemos pelo currículo, que não tem passado sujo como uns e outros, vamos votar com consciência.

Você que é de São José do Rio Preto - SP, e quer prestigiar o pessoal de nossa região, sugiro votar em : Aloysio Nunes - 451 e Marcelo Henrique - 500

Em tempo : não sou vinculado a nenhum partido político, sou apenas um eleitor que está descontente com as mazelas e corrupção que assolam nosso país.

Obrigado, desculpe por tomar seu tempo nesta leitura

Boa Sorte a todos

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

PT entra no Supremo contra exigência de dois documentos para votar

Notícia na Folha On Line de hoje 24.09.2010
Abaixo resumo da reportagem da Folha

" O diretório nacional do PT entrou com uma ação direta de inconstitucionalidade no STF (Supremo Tribunal Federal) contra a lei que exige dois documentos (título de eleitor e outro documento oficial com foto) para que o eleitor vote no dia 3 de outubro. "

O partido teme que a exigência faça aumentar a abstenção nas eleições deste ano.

Abaixo observação do signatário desta:

Certamento o PT caiu na real, confirmando-se a exigencia de 2 documentos o PT deverá ter uma queda substancial em seus votos, visto que a grande maioria que votará nestes " cumpanheiros " são os menos esclarecidos, são os beneficiários do Bolsa Família, outros agrados e grande maioria de analfabetos, portanto eles estão certos que abstenção será em seus eleitores.

Sem um documento de indentidade que prove que o portador do título de eleitor é o próprio, como o mesário terá certeza que o portador é o mesmo do título ?

Ou o PT está pensando em mais uma maracutaia e depois alegarem que não sabiam de nada ?

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Voto Útil Para Senador no Estado de São Paulo

Voto Útil Para Senador no Estado de São Paulo

Você sabe que na eleição de 03 de Outubro deveremos votar para 2 Senadores ?

Você que vota no PSDB ou algum outro partido de oposição a esta corja que está aí no poder, segue sugestão para que seu voto seja mais útil.

As pesquisas indicam a Martaxa e o Pagodeiro Netinho como favoritos como representantes de nosso estado no Senado da República.

Se o seu primeiro voto para senador for do PSDB 451 - Aloisio Nunes, dê o seu segundo voto a um outro partido ou outro candidato que não seja um destes 2 que estão na frente nas pesquisas, só assim o candidato do PSDB terá chances.

Mesmo que você queira votar em 1 destes dois, utilize o seu segundo voto no 451 - Aloisio Nunes.
Escolha como candidato ao Senado por São Paulo aquele que melhor lhe agrade, porém de seu segundo voto na urna e da confiança ao 451 - Aloisio Nunes.

Preste atenção : Eleição não é um jogo, nós não devemos votar em quem está " ganhando " nas pesquisas, só para poder dizer depois que a pessoa que eu votei ganhou a eleição, devemos votar naquela pessoa que conhecemos o currículo, que não tenha passado sujo como uns e outros, vamos votar com consciência.

Obrigado, desculpe por tomar seu tempo nesta leitura

Boa Sorte a todos

domingo, 19 de setembro de 2010

Lula daria Respostas como estas do Fernando Henrique Cardoso ?

Em entrevista ao Jornal O Estado de São Paulo ao ótimo jornalista Rui Nogueira, o ex-presidente deu várias respostas a perguntas, você imaginaria o Presidente Lula sendo humilde o suficiente para dar respostas semelhantes as mesmas perguntas ?

O sr. já disse que o governo Lula tem realizações próprias suficientes para não precisar ser "mesquinho" e usar esse "nunca antes neste País". Por exemplo?
O governo do presidente Lula atuou bem diante da crise financeira mundial (2008/2009). Isso não é fruto do passado, é fruto do presente. Nas outras áreas, ele deu bem continuidade, mas na crise podíamos ter naufragado e ele não deixou naufragar.

O sr. não acha que os exageros retóricos do presidente Lula vão além da circunstância eleitoral e podem estar desligando da tomada os aparelhos da democracia?
Sinceramente, não acho que o presidente Lula tenha uma estratégia nessa direção. Acho que a democracia tem raízes fortes no País, a sociedade é muito diversificada, a sociedade civil é mais autônoma do que se pensa, as empresas são poderosas, a mídia é poderosa. Não acho que o Lula tenha um projeto para cercear a democracia. O que ele tem é uma prática que, às vezes, excede o limite. E, quando isso acontece, eu me manifesto. A democracia não é um fato dado, é uma constante luta. Se a gente começa a fechar os olhos às pequenas transgressões, se elas vão se acumulando, isso tudo distorce o sentido das coisas.

Outro exemplo de bom serviço prestado pelo governo Lula ao País?

Não sei qual a razão, mas o Lula acertou ao não engordar o debate sobre o terceiro mandato. Não sei se está ou não arrependido, mas o certo é que ele não engordou esse debate.

sábado, 18 de setembro de 2010

Vamos Errar de Novo?

Segue uma cronica do Ferreira Gullar na Folha, não que eu seja fã dele, porém aqui ele só diz verdades sobre o passado e o presente, quanto ao futuro cabe a nós todos decidir o que vamos querer para todos nós.

Do FERREIRA GULLAR da Folha de São Paulo e do blog do Edvaldo Torres


Ao chegar à Presidência da República, Lula adotou os programas contra os quais batalhara anos a fio
FAZ MUITOS ANOS já que não pertenço a nenhum partido político, muito embora me preocupe todo o tempo com os problemas do país e, na medida do possível, procure contribuir para o entendimento do que ocorre. Em função disso, formulo opiniões sobre os políticos e os partidos, buscando sempre examinar os fatos com objetividade.
Minha história com o PT é indicativa desse esforço por ver as coisas objetivamente. Na época em que se discutia o nascimento desse novo partido, alguns companheiros do Partido Comunista opunham-se drasticamente à sua criação, enquanto eu argumentava a favor, por considerar positivo um novo partido de trabalhadores. Alegava eu que, se nós, comunas, não havíamos conseguido ganhar a adesão da classe operária, devíamos apoiar o novo partido que pretendia fazê-lo e, quem sabe, o conseguiria.
Lembro-me do entusiasmo de Mário Pedrosa por Lula, em quem via o renascer da luta proletária, paixão de sua juventude. Durante a campanha pela Frente Ampla, numa reunião no Teatro Casa Grande, pela primeira vez pude ver e ouvir Lula discursar.
Não gostei muito do tom raivoso do seu discurso e, especialmente, por ter acusado "essa gente de Ipanema" de dar força à ditadura militar, quando os organizadores daquela manifestação -como grande parte da intelectualidade que lutava contra o regime militar- ou moravam em Ipanema ou frequentavam sua praia e seus bares. Pouco depois, o torneiro mecânico do ABC passou a namorar uma jovem senhora da alta burguesia carioca.
Não foi isso, porém, que me fez mudar de opinião sobre o PT, mas o que veio depois: negar-se a assinar a Constituição de 1988, opor-se ferozmente a todos os governos que se seguiram ao fim da ditadura -o de Sarney, o de Collor, o de Itamar, o de FHC. Os poucos petistas que votaram pela eleição de Tancredo foram punidos. Erundina, por ter aceito o convite de Itamar para integrar seu ministério, foi expulsa.
Durante o governo FHC, a coisa se tornou ainda pior: Lula denunciou o Plano Real como uma mera jogada eleitoreira e orientou seu partido para votar contra todas as propostas que introduziam importantes mudanças na vida do país. Os petistas votaram contra a Lei de Responsabilidade Fiscal e, ao perderem no Congresso, entraram com uma ação no Supremo a fim de anulá-la. As privatizações foram satanizadas, inclusive a da Telefônica, graças à qual hoje todo cidadão brasileiro possui telefone. E tudo isso em nome de um esquerdismo vazio e ultrapassado, já que programa de governo o PT nunca teve.
Ao chegar à presidência da República, Lula adotou os programas contra os quais batalhara anos a fio. Não obstante, para espanto meu e de muita gente, conquistou enorme popularidade e, agora, ameaça eleger para governar o país uma senhora, até bem pouco desconhecida de todos, que nada realizou ao longo de sua obscura carreira política.
No polo oposto da disputa está José Serra, homem público, de todos conhecido por seu desempenho ao longo das décadas e por capacidade realizadora comprovada. Enquanto ele apresenta ao eleitor uma ampla lista de realizações indiscutivelmente importantes, no plano da educação, da saúde, da ampliação dos direitos do trabalhador e da cidadania, Dilma nada tem a mostrar, uma vez que sua candidatura é tão simplesmente uma invenção do presidente Lula, que a tirou da cartola, como ilusionista de circo que sabe muito bem enganar a plateia.
A possibilidade da eleição dela é bastante preocupante, porque seria a vitória da demagogia e da farsa sobre a competência e a dedicação à coisa pública. Foi Serra quem introduziu no Brasil o medicamento genérico; tornou amplo e efetivo o tratamento das pessoas contaminadas pelo vírus da Aids, o que lhe valeu o reconhecimento internacional. Suas realizações, como prefeito e governador, são provas de indiscutível competência. E Dilma, o que a habilita a exercer a Presidência da República? Nada, a não ser a palavra de Lula, que, por razões óbvias, não merece crédito.
O povo nem sempre acerta. Por duas vezes, o Brasil elegeu presidentes surgidos do nada -Jânio e Collor. O resultado foi desastroso. Acha que vale a pena correr de novo esse risco?

Fontes: www.folha.com.br - www.blogdoevaldotorres.com.br

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Censurado o blog da Adriana Vandoni

O BLOG DE ADRIANA VANDONI ESTÁ CENSURADO POR ORDEM JUDICIAL!

Mulher de coragem, que fala o que deve, está sendo punida pelo
governo Lula! Veja abaixo o texto que foi censurado pelo governo Lula
Já tivemos presidentes para todos os gostos: ditatorial, democrático, neoliberal e até presidente bossa nova. Mas nunca tivemos um vendedor de ilusão como o atual. Também nunca tivemos uma propaganda à moda de Goebbels no Brasil como agora.
O lema de Goebbels era “se uma mentira é repetida várias vezes, se tornará uma verdade”.O povo, no sentido coletivo, vive em um jardim de infância permanente. Vejamos alguns dados vendidos pelo ilusionista. O governo atual diz que pagou a divida externa, mas hoje, ela está em 230 bilhões de dólares.
Você sabia ou não quer saber?
A pergunta é: pagou? Quitou? Saldou? Não.

Mas uma mentira repetida várias vezes torna-se verdade. Pagamos sim, ao FMI, 5 bilhões de dólares, o que portanto mostra apenas quão distante estamos do que é pregado para o povo. Nossa dívida interna saltou de 650 bilhões de reais, em 2003, para 1 trilhão e 600 bilhões de Reais hoje, e a nossa arrecadação em 2003, ano da posse do ilusionista, que foi de 340 bilhões; em 2008 foi de 1 trilhão e 24 bilhões de reais.
Este ano a arrecadação caiu 1% e, olhem bem, as despesas aumentaram 16,5%. Mas esses dados são empurrados para debaixo do tapete. Enquanto isso os petralhas estão todos de bem com a vida, pois somente com nomeação já foram 108 mil, isso sem contar as 60 mil nomeações para cargos de comissão. É o aparelhamento do Estado.
Enquanto isso, os gastos com infraestrutura só subiram apenas 1%, já as despesas com os companheiros subiram para mais de 70%. Como um país pode crescer sem infraestrutura, sendo essa, inclusive, a parte que caberia ao governo?
O PT vai muito bem, os companheiros estão todos muito bem situados, todos, portanto, estão fora da marolinha, mas nós outros estamos sentindo o peso do Estado petista ineficiente, predador e autoritário. Nas áreas cruciais em que se esperaria a mão forte e intervencionista do governo, ou seja, na saúde, educação e segurança, o que temos são desastres e mais desastres, mortandades.
O governo Lula, que fala tanto em cotas raciais para a educação, basta dizer que entre as 100 melhores universidades do mundo, o Brasil passa longe. Já os Estados Unidos (eta capitalismo) possuem 20 universidades que estão entre as 100 melhores. O Brasil não aparece com nenhuma... São números.
O governo Lula também desfralda a bandeira da reforma agrária. O governo anterior fez mais pela reforma agrária que o PT, mas claro, esses números não interessam. Na verdade não deveriam interessar mesmo. Basta dizer que reforma agrária é mais falácia do que coisa concreta em beneficio da Na verdade não deveriam interessar mesmo. Basta dizer que reforma agrária é mais falácia do que coisa concreta em beneficio da sociedade.
Se quiserem saber, em todos os países onde houve reforma agrária, logo em seguida eles se tornaram países importadores de alimento. A ex-URSS, Cuba e China são exemplos claros do que estou afirmando. Mas continuamos com o discurso de reforma agrária. A URSS, quando Stalin coletivizou a terra, passou a ser importadora de alimento e, consequentemente, a ser uma das responsáveis pelo aumento do preço do alimento no mundo.

Entendam.
Cuba, antes da comunização com Fidel, produzia 12 milhões de toneladas de açúcar do mundo, hoje não produz nem 2 milhões. A Venezuela, tão admirada por Lula, produzia 4 mil quilos de feijão por hectare, depois da reforma agrária praticada pelo coronel Hugo Chaves só produz 500 kg por hectare.
Mas os socialistas não sabem nem querem saber dessas questões: o trabalho que dá para produzir, para gerar alimentos, isso porque eles têm a sociedade para lhes pagar o salário, as contas e as mordomias, além de dinheiro do contribuinte para colocar comida na sua mesa. Mas eles não sabem nem querem saber sobre o que é produzir, cultivar, plantar alimentos. Pois bem, os companheiros acreditam nos milagres da reforma agrária. Dizem que estão mudando o país. É para gargalhar.
Agora, incrível, e hoje está mais do que comprovado, que a diminuição dos impostos nos setores de eletrodoméstico fez o comércio e indústria neste setor produzir e vender mais. O aquecimento na venda de carros também surtiu efeito com a redução de impostos. O que fica definitivamente comprovado que imposto nesse país é um empecilho ao progresso e ao desenvolvimento. Mas o discurso dos petistas é outro. Ou seja, uma mentira repetida várias vezes torna-se verdade. É o ilusionismo de Lula.

COMO O BLOG FOI AMORDAÇADO JUDICIALMENTE
PELO GOVERNO, VAMOS DIVULGÁ-LO!

domingo, 22 de agosto de 2010

Peluso quer autonomia salarial

O presidente do STF e o procurador-geral querem criar uma república soberana e automatizada
O Texto a seguir foi retirado da coluna do excelente Elio Gaspari da Folha de São Paulo de 22.08.2010


O PRESIDENTE DO Supremo Tribunal Federal, Cezar Peluso, e o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, encaminharam ao Congresso projetos de lei que lhes transferem a tarefa de fixar os vencimentos dos servidores sob suas jurisdições. Atualmente, os reajustes salariais do Supremo e do Ministério Público dependem de aprovação pelo Congresso, como ocorre com o Orçamento da União.
A reivindicação desafia as instituições republicanas, os fundamentos da política econômica do Executivo, a lógica da contabilidade pública e os padrões internacionais. Desafia as instituições republicanas porque coloca o Supremo Tribunal e o Ministério Público ao largo do consentimento do Congresso Nacional em matéria salarial. Atribui-lhes mecanismos típicos das empresas privadas. Criam uma República Salarial Soberana e Automatizada.
Desafia a boa norma da economia porque chama de volta o tigre da indexação, que arruinou a economia do país por quase 30 anos.
Se a partir de 2012 fica assegurada a revisão anual soberana e, a partir de 2015, o Supremo e o Ministério Público federal puderem corrigir seus vencimentos com base nos critérios que os projetos mencionam, a festa deveria ser geral: "recuperação" de "poder aquisitivo" e "comparação" com vencimentos alheios, direto na folha.
Nesse mundo de alegrias, Peluso deveria ser premiado, acumulando sua cadeira no Supremo com a presidência do Banco Central e Roberto Gurgel ficaria com a Secretaria da Receita Federal.
A proposta ofende a lógica da contabilidade pública porque os salários dos ministros do Supremo servem de referência para os vencimentos dos servidores do Judiciário. Quando eles sobem, os demais vão junto.
O Supremo argumenta que os vencimentos da Justiça estão defasados e isso provoca uma inconveniente rotatividade no seu quadro de pessoal. (Esses vencimentos estão acima de outras carreiras do Estado, numa média R$ 13.290 mensais.) Se salários bastassem para fixar servidores, o STF não teria taxa de evasão. Desde 1986 o tribunal recebeu 20 novos ministros. Três foram-se embora muito antes de completar os 70 anos da aposentadoria compulsória (Celio Borja, Nelson Jobim e Francisco Rezek, que entrou, saiu, voltou a entrar e voltou a sair.) A ministra Ellen Gracie tentou trocar de corte em duas ocasiões e parece planejar uma terceira migração para a Europa.
Se há advogados ganhando, numa só causa, o equivalente à renda anual de um juiz ou ministro do Supremo, isso se deve a uma escolha que fizeram há tempo, ralando nas incertezas da atividade privada.
Juízes, promotores e ministros de cortes superiores ganham bem para os padrões de quem decidiu buscar a segurança do serviço público brasileiro, com suas aposentadorias integrais, inclusive para corruptos defenestrados. Há pouco, o STJ mandou embora o magistrado Paulo Medina, mas continuou obrigado, pela lei, a pagar seu cheque de R$ 25 mil mensais.
Os juízes e promotores brasileiros estão entre os mais bem remunerados do mundo. Nos Estados Unidos um juiz da Corte Suprema ganha 5,6 vezes mais que a média dos trabalhadores. No Brasil, um ministro do STF ganha 19,8 vezes mais.
Atualmente os ministros brasileiros recebem R$ 26.723 mensais e pedem um aumento para R$ 30.675. Reajustados, receberão o dobro do que é pago aos seus similares alemães. Na Europa, só o Reino Unido, a Irlanda e a Suíça pagam melhor aos seus altos magistrados.
Os juízes da corte americana custam US$ 214 mil anuais. No Brasil os ministros do STF recebem o equivalente a US$ 193 mil anuais, e receberão US$ 221 mil quando tiverem o aumento. A Viúva lhes dá casa, carro e motorista. Nos Estados Unidos só o presidente tem carro e o uso de servidores para pequenas tarefas extrajudiciais foi cortada pela Corte Rehnquist. (A mordomia fora coisa de seu antecessor, Warren Burger, um pavão que colocava almofada sobre o assento da cadeira para parecer maior na mesa de almoço.)

A opinião a seguir é deste blogueiro:

Este é o prenúncio da quebra de um país em termos de orçamento, despesa e receitas, o pior, ainda querem que nós paguemos por isto.
Atenção congressistas vamos acompanhar para ver como será seu voto, não vá aproveitar e ao invés de rejeitar incluirem-se nesta mordomia, estamos de olho em vocês.

sábado, 7 de agosto de 2010

Previ é fábrica de dossiê do PT, diz ex-diretor

A companheirada continua solta e aprontando, a máquina que eles montaram é absurdamente escandalosa, estão em todos os níveis de governo, estatais, autarquias e nestes fundos de pensão que AFUNDAM os cofres do tesouro.
Qualquer que seja o novo governo se quiser desbaratar esta quadrilha é possível que só com a ameaça de um impeachment ( impedimento )é como acredito que seja possível tirar esta corja de lá, teremos então que ter um voto consciente e que o judiciário seja firme e correto, haja realmente com justiça.

TEXTO PUBLICADO NA FOLHA ON LINE DE 07.08.2010

Ex-diretor e ex-assessor da presidência da Previ (fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil), Gerardo Xavier Santiago diz que o fundo funciona como "fábrica de dossiês" contra a oposição do governo Lula e máquina de arrecadação para o PT.
Gerardo foi gerente-executivo da Previ entre 2003 e 2007, sendo ligado diretamente ao ex-presidente do fundo Sérgio Rosa, que deixou o cargo em junho de 2010. Gerardo saiu da Previ após brigar com Rosa em 2007, quando deixou o PT.

As declarações sobre a espionagem foram feitas à revista "Veja" desta semana. À revista ele afirma que o fundo é "um bunker de um grupo do PT" e que "a Previ está a serviço de um determinado grupo muito poderoso, comandado por Ricardo Berzoini, Sérgio Rosa, Luiz Gushiken e João Vaccari Neto".

Segundo revelou a Folha neste mês, um dossiê sobre a filha do ministro Guido Mantega foi feito por essa ala do PT, ligada ao sindicalismo bancário. O Planalto atribui o dossiê ao grupo de Rosa, que perdeu espaço na campanha de Dilma Rousseff.

"Estranharia se na minha época tivessem me pedido coisa semelhante contra o Mantega. Uma coisa é fazer com o adversário. É uma involução do PT por causa da disputa interna", afirmou Gerardo à Folha. Ele também disse que concedeu a entrevista à "Veja" há dois anos e confirmou as acusações à revista nesta semana, antes da publicação.

O ex-diretor, que também já foi do Sindicato dos Bancários do Rio, disse à Folha que, além de montar dossiês, a Previ serviu a interesses do partido para aumentar a arrecadação. Segundo ele, a Previ montou uma rede de conselheiros ligados ao PT em empresas nas quais o fundo tem participação. A intenção era influenciar as doações das companhias para beneficiar o partido.

Santiago diz que o primeiro dossiê produzido por ele na Previ é de 2002, no governo FHC. O material deveria, diz ele, comprometer a gestão tucana e provar a ingerência do governo na Previ.
"Dossiês com conteúdo ofensivo, para atingir e desmoralizar adversários políticos, só no governo Lula mesmo, na gestão do Sérgio Rosa", diz o ex-diretor à "Veja".

Santiago lista os oposicionistas que teriam sido investigados com base em dados sigilosos, cujo acesso teria sido ordenado por Rosa: o senador Antônio Carlos Magalhães (DEM-BA), já morto, o governador José Serra (PSDB) e o então presidente do DEM Jorge Bornhausen.

O ex-diretor diz na entrevista que reuniu denúncias sobre eles em 2005, na CPI dos Correios, e que Rosa solicitou "informações sobre investimentos problemáticos da Previ que estivessem ligados a políticos da oposição".

O PT não se manifestou. A Previ disse que "a atual cúpula desconhece essa prática e está muito tranquila em relação a suas recentes práticas de governança". Rosa não comentou o assunto.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Correios - O que Aconteceu ?

O texto a seguir é da excelente colunista da Folha : MARIA INÊS DOLCI na edição de 28.06.2010.

Concordo com tudo que ela aqui escreve, em razão disto tomei a liberdade de aqui reproduzi-lo.

HÁ ORGANIZAÇÕES que pairam acima do descrédito que a prestação de serviços recebe, merecidamente, no Brasil. A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos sempre desfrutou desse crédito.
Lamentavelmente, a situação mudou nos últimos anos. O Sedex (Serviço de Encomenda Expressa), por exemplo, foi criado há quase três décadas como uma opção mais rápida de envio de correspondência, em até 24 horas. Hoje, porém, não há mais garantia dessa rapidez, embora tenha ficado cada vez mais caro.
Cartas comuns levam muitos dias entre uma capital como São Paulo e uma cidade do interior de um Estado do Sul do Brasil. Note que não me refiro à região amazônica, distante e com dificuldades de acesso.
Recebi, há alguns dias, e-mail de uma leitora que enviou um texto, fruto de meses de trabalho, via Sedex com taxa de Aviso de Recebimento (AR), para registro na Biblioteca Nacional. Quando reclamou por não ter recebido o AR, foi informada de que fora extraviado. Sem o registro na Biblioteca Nacional, não poderia buscar patrocínio para sua obra.
Ela teve de trocar telefonemas, e-mails e se desgastar até saber que a entrega efetivamente ocorrera, mas com atraso de três dias.
Seria somente uma exceção? Parece que não, porque o diretor de Operações dos Correios, Marco Antônio Marques de Oliveira, foi exonerado do cargo no dia 17 passado. Exoneração que teria ocorrido porque os Correios vêm enfrentando críticas nos últimos meses, devido a atrasos nas entregas de encomendas e de correspondências. A revista "Veja" já havia publicado, na edição do dia 5, que a diretoria dos Correios estaria a perigo. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria exigido que o ministro das Comunicações, José Artur Filardi, acabasse com disputas internas entre diretores da autarquia e que agisse para melhorar a gestão do serviço postal.
Esta Folha abordou, no dia 12, a crise enfrentada pelos Correios, que tiveram o menor lucro na era Lula, provocado pelo rombo do fundo de pensão da empresa, o Postalis.
Além disso, há atrasos nas entregas de correspondência e na realização de concursos e problemas na renovação de franqueados.
Por que os Correios passaram de orgulho nacional a problema? Temos que voltar mais atrás no tempo e lembrar que o mensalão foi descoberto após a denúncia de irregularidades nos Correios, envolvendo partido aliado do governo federal, em 2005.
O uso de empresas públicas para acomodar apoiadores de um determinado partido no poder não dá boa coisa. O inchaço da área pública, com a multiplicação de funcionários sem prévio estudo e debate nacional, também não.
Estragaram uma empresa que tem fortíssima vinculação com todos nós, brasileiros, seja pelo envio de uma simples carta a um familiar distante ou de um documento urgente para fechar um negócio.
Empresas estatais não pertencem a governantes nem a seus partidários, e sim ao país. Os abusos cometidos por governos nas estatais só acabará quando houver limitação de nomeações, inclusive de diretores.
Não há razão para mudar o comando de uma empresa pública após uma eleição, exceto com justificativas consistentes para as trocas.
Discutem-se as privatizações como se fossem prejudiciais à sociedade brasileira. Mais importante, contudo, do que uma empresa ser pública ou privada é a qualidade dos serviços que presta e o retorno que dá a seus acionistas, empregados e clientes.
Por que a cliente que pagou Sedex com AR e não recebeu confirmação da entrega da correspondência no prazo correto deveria pagar pela má escolha de dirigentes dos Correios?
Por que teria de perder tempo e se irritar para saber o que houve com a correspondência?
Consumidores de serviços públicos também são consumidores. E, nesses casos, devem entrar com ação no Juizado Especial Federal por perdas e danos, independentemente do dano moral, que pode ser tratado na Justiça comum.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

PIS e PASEP Calendário de Pagamento - 2010/2011 - Abono e Juros

PIS / PASEP / Abono e juros - Calendário de Pagamento - 2010/2011


O abono salarial assegurado aos participantes do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) será pago, respectivamente, pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Brasil S/A, na condição de agentes pagadores, entre agosto/2010 e junho/2011, de acordo com a programação oficial.

Fazem jus ao referido abono salarial de um salário-mínimo vigente na data do respectivo pagamento os empregados que:

a) tenham percebido de empregadores contribuintes do PIS ou do Pasep até 2 salários-mínimos médios de remuneração mensal no período trabalhado e tenham exercido atividade remunerada durante pelo menos 30 dias no ano-base anterior; e

b) estejam cadastrados há pelo menos 5 anos no PIS-Pasep ou no Cadastro Nacional do Trabalhador.

(Resolução Codefat nº 645/2010 - DOU de 31.05.2010)

CALENDÁRIO DO PIS

Nascidos em Recebem a Partir de

JULHO-----------------------11/08/2010
AGOSTO------------------- 18/08/2010
SETEMBRO----------------25/08/2010
OUTUBRO------------------14/09/2010
NOVEMBRO---------------21/09/2010
DEZEMBRO----------------28/09/2010
JANEIRO--------------------14/10/2010
FEVEREIRO---------------21/10/2010
MARÇO----------------------28/10/2010
ABRIL-------------------------11/11/2010
MAIO--------------------------17/11/2010
JUNHO------------------------24/11/2010

CALENDÁRIO DO PASEP

INSCRIÇÃO -- Recebem a Partir de:
01 e 02--------------11.08.2010
03 e 04--------------17.08.2010
05 e 06--------------24.08.2010
07 e 08--------------31.08.2010
09 e 10--------------08.09.2010

sábado, 29 de maio de 2010

Minha Opinião destacada no TWITTER

Até hoje não entendi por que a PF é subordinada ao Ministério da justiça. acho que deveria ser subordinada ao novo Ministério da Segurança, a ser criado pelo Serra ou outro que venha a se eleger.

É isto mesmo Serra, se eleito acabe com alguns destes falidos ministérios que abrigam a corja do PT, Exs.: - Cidades,alguém sabe o que este faz ? - Desenvolvimento Social e Combate a fome, este poderia ir direto para o da Integração Nacional ou vice versa.

Crie então o da Segurança, tire a PF do da Justiça, e coloque-a subordinada a este

A turma do PT criou tantos ministérios para abrigar os " cumpanheiros " que não se elegeram, não sei por que a crítica ao da Segurança do Serra.

É isto mesmo Serra, vamos falar algumas verdades destes ditadores, Chaves, Morales, Correia, Lugo, Castro, travestidos de salvadores do povo, também não entendo por que esta corja do PT defende tanto estes caras, eles não são iguais ou piores que os nossos antigos ditadores ? Por que eles tanto alardeiam que torturaram a pré candidata deles ? Neste caso ela era nada menos que uma TERRORISTA combatendo a ditadura segundo eles mesmos ? Por que então defendem tanto estes ditadores ?

Não entendi por que tantas críticas ao Serra sobre o caso Bolivia, se eles não são coniventes quem o são ? A verdade as vezes machuca.

sábado, 1 de maio de 2010

GENTE QUE MENTE

Tem gente que acredita em certas pessoas, agora tem um site para mostrar as mentiras delas, acesse :

www.gentequemente.org.br

sexta-feira, 30 de abril de 2010

segunda-feira, 15 de março de 2010

O Saco de Pão

- O texto abaixo foi copiado de um saco de pão vindo de uma padaria, vejamos como me ocorreu postá-lo

- Estava eu tomando café com pão e manteiga quando ao observar o saco de papel onde estava colocado o pão notei que no verso tinha a mensagem abaixo, vale dedicar um pouco de seu tempo para a leitura.

Direcionar Seu Olhar

- Quando estiver em dificuldades e pensar em desisitir, Olhe Para Trás e lembre-se dos obstáculos que já superou.

- Se tropeçar e cair, levante, não fique prostado, Olhe Para a Frente e esqueça o passado.

- Ao sentir-se orgulhoso por alguma realização pessoal, Olhe Para dentro e sonde suas motivações.

- Antes que o egoísmo o domine, enquanto seu coração é sensível, Olhe Para os Lados e socorra aos que o cercam.

- Na escalada rumo às altas posições no afã de concretizar seus sonhos Olhe Para Baixo e observe se não está pisando em alguém.

- Em todos os momentos da vida, seja qual for sua atividade Olhe Para Cima e busque a aprovação de Deus ! E Siga em Frente.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Petistas mistificam dados e ignoram passado

Este Texto foi extraído do Jornal Folha de São Paulo em sua edição de 18.02.2010 do excelente GUSTAVO PATU da Sucursal de Brasília.

Observaçõs deste Blogueiro: por esta reportagem podemos ver como o discurso do PT, seus comandantes, ex-presidente e sua candidata são mentirosos veja a análise do GUSTAVO PATU:

"E pasmem, para uma coisa que é importante: eu, torneiro mecânico, já sou o presidente da República que mais fez universidades neste país", anunciou o presidente Lula, na semana passada, em Teófilo Otoni (MG), como já havia feito, só neste ano, em Bacabeira (MA), São Leopoldo (RS), Araçuaí (MG), no Fórum Social de Porto Alegre e em Brasília.

Se não se trata de uma mentira em busca de ser verdade à custa de tanta repetição, é um exemplo sintomático do tipo de comparação de feitos que o PT parece querer imprimir à campanha presidencial da ministra Dilma Rousseff: que dá ênfase a quantidades, em detrimento da pertinência, recorre a números de consistência ou relevância duvidosa e, principalmente, ignora as contribuições do processo histórico.
Das 13 universidades contabilizadas pelo Planalto como obra sua, 9 são mero resultado de fusão, desmembramento ou ampliação de instituições federais de ensino superior inauguradas por outros presidentes -que, em sua época, também se valeram de estruturas preexistentes mantidas por Estados, municípios e empresas privadas.

A se levar a sério o levantamento do Ministério da Educação que sustenta a propaganda oficial, Juscelino Kubitschek supera o ritmo de Lula, com dez universidades em cinco anos de mandato.
Até o arquirrival FHC, já acusado pelo petista de não ter criado nenhuma, conta com seis no documento.

A retórica de campanha deixa de lado dados e argumentos para defender a necessidade de mais universidades ou demonstrar seus efeitos na produção acadêmica nacional. A inauguração de instituições é apresentada com um fim em si mesma e evidência de uma nova era. "Tudo o que a gente puder fazer pela educação ainda é pouco diante da quantidade de anos em que nós não fizemos nada", nas palavras de Lula.

Sem a mesma verve do presidente, a ministra da Casa Civil se vale de um tom bem mais tecnocrático. "Até 2003 tinham sido construídas no Brasil 140 escolas técnicas profissionalizantes, e só no governo Lula já foram feitas 140, com a previsão de construção de mais 74. É esse tipo de comparação a que me refiro".

Tanto detalhamento está longe de significar precisão. As escolas federais criadas até 2009 foram pouco mais da metade do anunciado -e o número de matrículas, no período, cresceu apenas 20%, bem abaixo dos 45% na rede estadual.

Mais importante, omite-se que, na divisão consagrada de tarefas entre os entes federativos, o ensino profissionalizante cabe preferencialmente aos Estados, onde estão 30% dos alunos, o triplo do bolo federal, enquanto 55% das matrículas estão no setor privado. A ampliação da participação direta da União não é consensual entre os especialistas.

Combinação de preferência ideológica e conveniência eleitoral, todas as realizações reais e imaginárias citadas nos palanques petistas convergem para a apologia do papel do Estado e do gasto público, numa estratégia já empregada com sucesso no pleito de quatro anos atrás. Na época, o neoliberalismo, embora adotado com convicção pela primeira equipe econômica petista, foi o vilão escolhido.

Despesa social recorde
Lula e Dilma, indiscutivelmente, respondem hoje por despesas recordes na área social -porque seu governo deu prioridade ao setor, mas também porque a Constituição de 1988 tornou obrigatórios gastos crescentes com previdência, saúde e assistência social, que se tornaram explícitos quando o Plano Real controlou a inflação.

Não satisfeitos, o presidente e a candidata tentam faturar até a principal frustração do segundo mandato: a tentativa malsucedida de, a partir de obras públicas listadas no PAC, elevar a taxa de investimento do país à casa de 20% do Produto Interno Bruto -no terceiro trimestre do ano passado, dado mais atualizado, a taxa estava em 17,7%, abaixo do patamar de 2007.

"Nos últimos 30 anos, se juntar tudo o que os presidentes da República investiram em saneamento básico, não chega à metade do que nós estamos investindo hoje", discursou Lula no último dia 3. Por sorte ou cálculo, o horizonte temporal mencionado deixou de fora os gastos incomparavelmente mais altos realizados pela ditadura militar na década de 70.Mas, menos de um mês antes, o ministro Carlos Lupi (Trabalho), já havia anunciado que, de R$ 7,6 bilhões em recursos do FGTS programados para o setor, apenas R$ 1 bilhão havia sido efetivamente contratado em 2009.

Tudo somado, ainda não foi superado o investimento de 0,23% do PIB de 2001.

A observação a seguir é deste blogueiro.

Em 2001 quem era mesmo Presidente do Brasil, quem ????????????

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

OS DEVANEIOS DA CANDIDATA

Cada época de eleições vemos em nossa política os mais estranhos acontecimentos, vejamos :

A ) - Em certo ano eleitoral um certo candidato ao efetuar visitas ao nordeste, empaturrou-se de " BUCHADA " de BODE.
B ) - Em outra ocasião cavalgou no lombo de um certo JEGUE.
C ) - Noutra ocasião passeou no mercado municipal tomando grande quantidade de café.
D ) - Outro candidato abraçou e beijou sorridentemente diversas crianças.
E ) - Teve gente que aparentemente até mudou de religião.

Tenho outras diversas ocasiões para aqui enumerar, mas como este artigo ficaria muito extenso e de desagrádavel leitura vou parar por aqui.

Temos agora uma pretensa candidata, ex-terrorista, ex-sequestradora
que está mudando suas verdades, vejamos :
- antes ela nem sorria.
- antes ela tratava a todos como se fossem seus subalternos.
- antes não se dignava a olhar para o povo.

Apareceu :

- Desfilando pelos camarotes de seus aliados.
- Dançando samba, dançando ????
- Sorriu, até parece que está com botox, visto que o sorriso está fixo,lembra o Curinga o inimigo do Batman.
- Pegou crianças no colo, até a filha da superstar.
- Apareceu em todos grandes eventos neste carnaval.
- Abraçou tudo que lhe apareceu pela frente.

Quem será esta pessoa ?

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

A Comissão da VERDADE ?

Esta é a suposta carta do General do Exército Maynard Marques de Santa Rosa que está circulando na Internet, acho que a mesma merece uma profunda reflexão, tomei a liberdade de anotar em alguns trechos minha opinião, estas grafadas em NEGRITO

Cecilio


"A COMISSÃO DA “VERDADE”?

A verdade é o apanágio do pensamento, o ideal da filosofia, a base fundamental da ciência. Absoluta, transcende opiniões e consensos, e não admite incertezas. ( Muito bom este primeiro trecho )
A busca do conhecimento verdadeiro é o objetivo do método científico. No memorável “Discurso sobre o Método”, René Descartes, pai do racionalismo francês, alertou sobre as ameaças à isenção dos julgamentos, ao afirmar que “a precipitação e a prevenção são os maiores inimigos da verdade”.

A opinião ideológica é antes de tudo dogmática, por vício de origem. Por isso, as mentes ideológicas tendem naturalmente ao fanatismo.( Ou alguém acha que esta corja do PT não é fanática? ) Estudando o assunto, o filósofo Friedrich Nietszche concluiu que “as opiniões são mais perigosas para a verdade do que as mentiras”.

Confiar a fanáticos ( novamente a corja do PT ) a busca da verdade é o mesmo que entregar o galinheiro aos cuidados da raposa.

A História da inquisição espanhola espelha o perigo do poder concedido a fanáticos. Quando os sicários de Tomás de Torquemada viram-se livres para investigar a vida alheia, a sanha persecutória conseguiu flagelar trinta mil vítimas por ano no reino da Espanha.

A “Comissão da Verdade” de que trata o Decreto de 13 de janeiro de 2010, certamente, será composta dos mesmos fanáticos que, no passado recente, adotaram o terrorismo, o seqüestro de inocentes e o assalto a bancos, como meio de combate ao regime, para alcançar o poder. ( Novamente a corja do PT e outros esquerdistas, é só lembrar que sequestro é crime hediondo, e esta corja está cheia de ex-terroristas e sequestradores )
Infensa à isenção necessária ao trato de assunto tão sensível, será uma fonte de desarmonia a revolver e ativar a cinza das paixões que a lei da anistia sepultou. ( A lei da anistia, anistiou a todos, por que será que resolveram requentar esta história passada ? Acredito que o correto é que se for para investigar o passado, este deverá ser invetigado dos dois lados, ou não ?)
Portanto, essa excêntrica comissão, incapaz por origem de encontrar a verdade, será, no máximo, uma “Comissão da Calúnia”.

General do Exército Maynard Marques de Santa Rosa"

O que será que está sendo escondido por este decreto, quais serão as verdadeiras intenções dos idealizadores deste imbróglio ?

APÓS A POSTAGEM DESTA MATÉRIA FIQUEI SABENDO QUE A PEDIDO DO MINISTRO DA DEFESA, O SR. NELSON JOBIM ( isto mesmo aquele que informou dia e hora para acabar os problemas dos aeroportos brasileiros, que até agora continua ), o Sr. Presidente da República exonerou ( demitiu ) o General por causa desta carta.
É TÍPICO DESTA TURMA ORIUNDA DO PT, calar quem fala, parece que voltamos a DITADURA, se bem que esta é a ditadura da ausencia de opiniões.
PARABÉNS AO GENERAL SANTA ROSA POR EXPRESSAR SUA OPINIÃO, TEM EM MIM UM ADMIRADOR.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

ZILDA ARNS - HOJE O BRASIL AMANHECEU DE LUTO, MORREU UMA ENORME MULHER


HOJE O BRASIL AMANHECEU DE LUTO, MORREU UMA ENORME MULHER, VEJA O TEXTO ABAIXO RETIRADO DA FOLHA ON-LINE DE 13.01.2010

A fundadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns, morreu em decorrência do terremoto de 7 graus de magnitude que atingiu o Haiti nesta terça-feira.

De acordo com a pastoral, Zilda estava no país desde a última segunda-feira, para participar de um encontro com religiosos.

Zilda Arns morreu no terremoto de 7 graus de magnitude que atingiu o Haiti nesta terça

Nascida em 1934, ela era representante da CNBB (Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil) e fundadora também da Pastoral da Pessoa Idosa. Zilda é irmã do arcebispo emérito de São Paulo, dom Paulo Evaristo Arns.

Zilda ainda era membro do Conselho Nacional de Saúde e membro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

Tia do senador Flávio Arns (PSDB-PR), viúva e mãe de cinco filhos, ela era empenhada em causas ligadas ao combate à mortalidade infantil, desnutrição e violência familiar. Ela chegou a ser indicada ao prêmio Nobel da Paz em 2006 e recebeu outros diversos prêmios.

Zilda acreditava que a educação é a melhor forma de combater a maior parte das doenças de fácil prevenção e a marginalidade das crianças.

Desenvolveu uma metodologia própria de lidar com a solidariedade entre as famílias mais pobres. Costumava citar sempre o milagre bíblico da multiplicação dos dois peixes e cinco pães que saciaram 5.000 pessoas, como narra o Evangelho de São João.

A Pastoral da Criança, Zilda criou em 1983 juntamente com Dom Geraldo Majella Agnelo, arcebispo primaz de Salvador (BA) e presidente da CNBB. No mesmo ano, deu início a experiência de um projeto-piloto em Florestópolis, no Paraná.

Entre os prêmios internacionais recebidos por Zilda estão o Prêmio "Heroína da Saúde Pública das Américas", concedido pela Organização Pan-Americana de Saúde, em 2002; o Prêmio Social 2005 da Câmara de Comércio Brasil-Espanha; a Medalha "Simón Bolívar", da Câmara Internacional de Pesquisa e Integração Social, em 2000; o Prêmio Humanitário 1997 do Lions Club Internacional; e o Prêmio Internacional da OPAS em Administração Sanitária, 1994.

No ano passado, uma ONG ligada a Zilda foi investigada pelo uso de recursos públicos de forma irregular no pagamento de dirigentes da instituição. A Justiça Federal no Paraná condenou a ONG a devolver recursos públicos usados.

SEGUE SUA BIOGRAFIA

O TEXTO A SEGUIR DEVE SER CREDITADO AO SITE : E-BIOGRAFIAS

Médica pediatra e sanitarista, fundadora e coordenadora nacional da Pastoral da Criança, Organismo de Ação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Nasceu no dia 25 de agosto de 1934, em Forquilhinha, Estado de Santa Catarina, Sul do Brasil. Filha de Gabriel Arns e Helena Steiner Arns. Irmã de Dom Paulo Evaristo Arns, cardeal arcebispo emérito de São Paulo. Viúva (1978), é mãe de cinco filhos: Rubens (Médico Veterinário), Nelson (Médico), Heloísa (Psicóloga), Rogério (Administrador de Empresas) e Silvia (Administradora de Empresas). Para chegar até a indicação ao Prêmio Nobel, Zilda Arns percorreu um longo e dedicado caminho. Sua formação começa em Forquilhinha, SC e em 1959 termina o curso de Medicina, em Curitiba. Parte então, para suas especializações, que envolvem desde a Educação Física, a cursos de Pediatria Social, encaminhado-se então a outros cursos de aperfeiçoamento. Começa sua vida profissional como Médica Pediatra do Hospital de Crianças Cezar Pernetta -Curitiba/PR - 1955 a 1964 e em 1983 é a Fundadora e Coordenadora Nacional da Pastoral da Criança da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, até a presente data. Suas participações em eventos internacionais são diversas, da Angola a Indonésia, Estados Unidos e Europa, Zilda Arns representa a Pastoral, palestra, acompanha Comitivas Brasileiras a outros países e leva a Pastoral da Criança para o mundo. Participa ainda de outros tantos eventos Latino Americanos, principalmente apresentando e divulgando o trabalho da Pastoral da Criança. Sua participação em eventos nacionais é praticamente incontável, desde 1994 são aproximadamente 27 eventos ligados à Pastoral da Criança e ainda inúmeros outros pela Pediatria. Tanta dedicação tem seu reconhecimento. Desde 1978, são diversas menções especiais e títulos de cidadã honorária. E da mesma forma, a Pastoral da Criança já recebeu diversos prêmios pelo trabalho que vem sendo feito desde a sua fundação.